Blog de DHJUPIC

Juventude Franciscana estará presente no lançamento do Relatório "Direitos Humanos no Brasil 2010"



By  Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil     23:26     
A Rede Social de Justiça e Direitos Humanos convida para o lançamento da 11ª edição do Relatório "Direitos Humanos no Brasil", no dia 7 de dezembro em São Paulo-SP. O livro, publicado anualmente, apresenta um amplo panorama dos direitos humanos no país e conta com a contribuição de cerca de 30 organizações sociais.

O evento terá a participação de autores, entre eles, estarão presentes Aziz Ab’Saber, professor emérito de geografia da Universidade de São Paulo (USP); José Juliano de Carvalho, diretor da Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA); representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB); Rosane Lacerda, advogada do Conselho Indigenista Missionário (CIMI); Patrícia Lino Costa, pesquisadora do DIEESE; Ricardo Gebrim, coordenador do departamento jurídico do Sindicato dos Professores de São Paulo; Thiago Barison, diretor do Sindicato dos Advogados de São Paulo; Lourival Nonato dos Santos, jornalista do Fórum de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente e Maria Gorete Marques, pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

Os 26 artigos que compõem a obra dão um panorama abrangente dos direitos humanos no país ao longo dos últimos anos, e, sobretudo, em relação à situação de 2010. Política agrária, direito ao trabalho, à infância, questão GLBT, indígena, quilombola e trabalho escravo estão entre os temas tratados pelos autores. A obra também aborda as ações afirmativas para afrodescendentes no sistema de ensino brasileiro, as violações cometidas pela ex-estatal e hoje transnacional Vale, a atuação do Banco Mundial e o tema da migração. Há, ainda, um balanço sobre a situação dos direitos reprodutivos em 2010 e uma avaliação dos quatro anos da implementação da Lei Maria da Penha. Questões relacionadas à segurança pública também são tratadas na publicação, como em artigo que defende uma política de segurança fluminense pensada para além das Olimpíadas de 2016 e texto que analisa a bomba-relógio que é o sistema prisional brasileiro.

Além da radiografia e balanço das violações, a obra traz um artigo de Aton Fon Filho, advogado e diretor da Rede Social, sobre a vitória da mobilização e da advocacia popular em dois casos emblemáticos de violações de direitos humanos - o assassinato da irmã Dorothy Stang, no Pará, e a explosão em uma fábrica de fogos de artifício em Santo Antônio de Jesus, na Bahia.

A Juventude Franciscana (JUFRA) do Brasil se fará presente por meio do seu secretário fraterno nacional, Alex Bastos, e de jufristas da Fraternidade JUFRA das Chagas do Seráfico Pai São Francisco, da cidade de São Paulo-SP.

Dia 7 de dezembro (3ª-feira) às 19h.
Local: Câmara Municipal de São Paulo
Endereço: Viaduto Jacareí, 100 - Centro, São Paulo (Referência: Estação do Metrô Anhangabaú)

Confira lista completa dos/as autores/as do Relatório clicando AQUI.

*Informações:
Rede Social de Justiça e Direitos Humanos
Fones: (11) 3271-1237 / 3275-4789
e-mail: rede@social.org.br - www.social.org.br

Sobre Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário: