Blog de DHJUPIC

FRATERNIDADE IRMÃO SOL COM IRMÃ LUA PRODUZ VÍDEO DE APOIO AOS AGRICULTORES/AS DE FAZENDINHA, PARAÍSO E SALGADINHO, EM MOGEIRO-PB



By  Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil     12:02     
Na Paraíba, o ano de 2015 está marcado pelo acirramento dos conflitos de terra, sobretudo na região agreste. Em atenção a esta realidade, no mês de agosto, uma caravana de solidariedade visitou algumas destas áreas no município de Mogeiro-PB. As organizações do campo e da cidade visitaram os agricultores e agricultoras de Fazendinha, Paraíso e Salgadinho. As 130 famílias das três áreas são acompanhadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e entidades solidárias.

Algumas informações sobre as três áreas:

-Fazendinha:
As 58 famílias são posseiros antigos da Fazenda, onde trabalhavam há mais de 50 anos para o proprietário. A cada ano, eram transferidas para áreas diferentes. Em 2014, o proprietário passou a proibir as famílias de plantarem. As famílias decidiram continuar plantando mesmo sem a permissão do proprietário, contabilizando em torno de 50 hectares de lavouras de macaxeira, feijão, milho, fava, gergelim, jerimum, inhame e outros. Por decisão judicial, as famílias foram despejadas, sendo acolhidas pelo Assentamento João Pedro Teixeira. Mesmo assim, capangas armados amedrontam as famílias, com arrombamentos, arrastões, tiroteios e outras ameaças.

-Paraíso:
As 38 famílias são posseiros antigos da Fazenda, onde trabalhavam há décadas para o proprietário. Muitos agricultores e agricultoras moravam na localidade desde que nasceram. O proprietário passou a proibir as famílias de plantarem na Fazenda. Grupos de capangas começaram a ameaçar as famílias, queimando casas e utensílios domésticos. Por decisão judicial, as famílias também foram despejadas, montando acampamento em terras próximo à Fazenda. Os despejos foram realizados de forma violenta destruindo roçados e casas.

-Salgadinho:
As 29 famílias são posseiros antigos da Fazenda, onde moram há décadas. Toda a propriedade, de 400 hectares, está coberta de roçados plantados pelos agricultores e agricultoras. Diversas vezes, no momento em que as famílias dos agricultores e agricultoras estão trabalhando a terra em mutirão, grupos de capangas armados chegam atirando e intimidando as famílias. A proprietária tenta vender parte da propriedade para inviabilizar a desapropriação para Reforma Agrária. Os capangas também já impediram acesso das famílias aos roçados, às criações e até à Capela.


Vídeo produzido pela Juventude Franciscana (JUFRA) de Santa Rita-PB, integrante da caravana de solidariedade aos agricultores/as do agreste, e baseado em dados da CPT e do Gabinete do Deputado Estadual Frei Anastácio: https://www.youtube.com/watch?v=sGfDLN9OtYw

Sobre Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário: