Blog de DHJUPIC

JUFRA e PJ no Seminário do SINFRAJUPE sobre alternativas à Economia Verde



By  Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil     11:05     
Nossa civilização está numa encruzilhada. Crise mundiais como as de alimentos, finanças, energia, clima e economia nos clamam a apresentar caminhos para o desenvolvimento holístico humano e sustentável. O conceito de uma economia verde contém falhas fundamentais. As propostas de novos paradigmas alternativos devem vir das pessoas. Organizações religiosas e seculares da sociedade civil, movimentos populares, institutos de pesquisa e outros atores estão engajados nesta reflexão, crítica e iniciativas.

Em resposta à isso, com a presença do teólogo e filósofo Leonardo Boff, o ex-embaixador da Bolívia na ONU, Pablo Solon, a Economista Genevieve Azan entre outros, aconteceu no dia 18 de junho, um seminário, na Tenda das Religiões por Direitos, na Cúpula dos Povos, com o tema: "Novos paradigmas de desenvolvimento: alternativas viáveis à economia verde".

A atividade foi proposta por CIDSE, Diálogo Popular, Franciscanos / SINFRAJUPE, Iser Assessoria, Social Watch e International Working Group on Trade-Finance Linkages e contou com a presença de 600 pessoas de todos os continentes, bem como em todos os setores, para uma crítica construtiva e discussões sobre as propostas viáveis para a paradigmas alternativos de desenvolvimento.

-Assista a palestra de Leonardo Boff:


  

-Assista a palestra de Pablo Solon:


  

No Brasil, o SINFRAJUPE, SEFRAS e AFES coordenam a Campanha Mundial Não à Economia Verde, que foi divulgada também durante a Cúpula dos Povos: http://nogreeneconomy.org/pt-br/


Com informações de: www.sefras.org.br

Sobre Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário: