Blog de DHJUPIC

Mensagem da CNBB para a celebração da Consciência Negra



By  Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil     12:22     
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil–CNBB, no seguimento a Jesus Cristo e no cumprimento de sua opção preferencial pelos pobres, reconhece e valoriza a diversidade cultural africana como fator de enriquecimento da tradição cristã na América latina e no Caribe. Através da Pastoral Afro-brasileira, a Igreja promove a vivência do diálogo com as diversas formas de religiosidade, objetivando a realização do projeto de Jesus Cristo: uma família humana da qual Deus é o único Pai. Este é o caminho para a paz entre os povos e as nações.

O ano de 2011 assinala, certamente de forma positiva, a missão dos afro-brasileiros na busca da igualdade racial. A Organização das Nações Unidas – ONU, o declarou como ano internacional do afro-descendente; a Unesco, órgão da ONU para a infância e adolescência o declarou como ano para a superação do racismo na infância e adolescência. São noticias alvissareiras que compreendemos como consequência da perseverança da população negra em buscar os seus direitos.

Celebremos com alegria esse tempo de manifestações em torno do dia 20 de novembro, dia da consciência negra, data em que se faz memória de Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência contra a escravidão. Os afro-descendentes, segundo dados do último censo, constituem a metade da população brasileira. Dos 16 milhões de brasileiros que vivem em situação de miséria, 70% são negros. A Igreja, como advogada dos pobres, se solidariza com esses nossos irmãos e irmãs.

Roguemos que Nossa Senhora Aparecida, modelo de discipulado, proteja a todos com seu manto materno.


Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

Sobre Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário: