Blog de DHJUPIC

Com a participação da JUFRA, 16º Grito dos/as Excluídos/as ecoa nas ruas de Santarém-PA



By  Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil     00:58     
No dia 05 de setembro de 2010 a Fraternidade de JUFRA Frei Juvenal Carlson saíu às ruas junto com os demais seguimentos do movimento social para realizarem o 16º Grito dos/as Excluídos/as ocorrido na Diocese de Santarém-PA, cidade homônima. O Grito foi motivado por animadores/as do Grupo em Defesa da Amzônia (FDA), União dos Estudantes Secundaristas (UES) e Pastoral Social da Diocese de Santarém.


Trazendo como tema "Onde estão nossos direitos? Vamos às ruas para construir um projeto popular" o Grito foi conclamado pelas ruas de Santarém em meio ao desfile das escolas públicas do estado. Militantes da UES tentavam conscientizar os estudantes de que os mesmos não eram obrigados a desfilarem nem marcharem, pois diziam em grito: "quem marcha é soldado e quem desfila é modelo, deixem de ser cabeças de papel e juntem-se a nós!". Em meio a muitas vaias, como era de se esperar, o Grito prosseguia a caminhada.


A Fraternidade Frei Juvenal Carlson, da Juventude Franciscana (JUFRA), participou levando consigo suas faixas de: "NÃO ÀS BARRAGENS NO TAPAJÓS!", "NÃO A BELO MONSTRO!", "TAPAJÓS VIVO PARA SEMPRE!" e "NÓS, JOVENS FRANCISCANOS DIZEMOS SIM AO LIMITE DA PROPRIEDADE DA TERRA" como gesto de contraposição à implantação dos grandes projetos na Amazônia, essas foram algumas motivações que conduziram os jufristas durante a caminhada.


Aldo Luciano
Sub de Formação do Regional Norte 3 (Pará Oeste)

Sobre Subsecretaria Nacional de DHJUPIC da JUFRA do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário: